quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

Verdade, bondade e necessidade

Ontem comecei um projeto novo na vida.
Foi meu primeiro dia no SENAC-RS, onde vou dar aulas de Marketing para o Curso técnico de Marketing que inicia em breve.
O primeiro dia, novidades, treinamento de integração e me dou de cara com esse texto... e uma intenção bem legal da empresa em diminuir os efeitos da "rádio corredor":

As três peneiras

"Um homem, procurou um sábio e disse-lhe: 
- Preciso contar-lhe algo sobre alguém! Você não imagina o que me contaram a respeito de... 
Nem chegou a terminar a frase, quando Sócrates ergueu os olhos do livro que lia e perguntou: 
- Espere um pouco. O que vai me contar já passou pelo crivo das três peneiras?
- Peneiras? Que peneiras? 
- Sim. A primeira é a da verdade. Você tem certeza de que o que vai me contar é absolutamente verdadeiro? 
- Não. Como posso saber? O que sei foi o que me contaram! 
- Então suas palavras já vazaram a primeira peneira. Vamos então para a segunda peneira: a bondade. O que vai me contar, gostaria que os outros também dissessem a seu respeito? 
- Não! Absolutamente, não! 
- Então suas palavras vazaram, também, a segunda peneira. Vamos agora para a terceira peneira: a necessidade. Você acha mesmo necessário contar-me esse fato, ou mesmo passá-lo adiante? Resolve alguma coisa? Ajuda alguém? Melhora alguma coisa? 
- Não... Passando pelo crivo das três peneiras, compreendi que nada me resta do que iria contar. 
E o sábio sorrindo concluiu: - Se passar pelas três peneiras, conte! Tanto eu, quanto você e os outros iremos nos beneficiar. Caso contrário, esqueça tudo."

Muitas vezes ouvi a frase "deus nos fez com duas orelhas e uma boca, não é à toa". Ouvir isso desde sempre, somado ao jeitão diplomata do meu pai, alguns anos de grupos de jovens... mais um bocadinho da minha personalidade me fazem acreditar que o silêncio é realmente uma maravilha.
Saber o que dizer, escolher as palavras certas é sinônimo de cuidado com o outro.
Sinônimo de inteligência e cuidado com a sua verdade. Com o que você pensa e sente.

Pessoas sábias falam sobre idéias; 
Pessoas comuns falam sobre coisas; 
Pessoas medíocres falam sobre pessoas.
Jacobus de Zetter - Emblemata nova (1617).
essa imagem é daqui ó: Pinterest

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça parte da corrente, comente!