quarta-feira, 6 de outubro de 2010

Sarau elétrico - Humberto Gessinger


Terça-feira para repetir a dose: Sarau Elétrico no Ocidente!
Segue o relatório: O tema principal era O Grande Sertão Veredas de Guimarães Rosa – e outros deslumbramentos..
Fischer, Katia Suman, Humberto Gessinger, Claudia Tajes e Cláudio Moreno.
Fischer e Gessinger – a favor, Moreno – contra e Suman + Tajes, responsáveis por outros deslumbramentos!
De primeira Gessinger revelou que Fischer era fã de Rosa e Moreno não..
Sendo assim, sou “morenista” com relação a Guimarães Rosa. Não entendo, me entedio e acabo me perdendo.
Gessinger contou em tom irônico que gosta de ler mesmo sem entender, que as palavras acabam se tornando quase um mantra!
“Odeio quando falam sobre música sem entender, e eu devo estar exatamente nessa posição agora, falando de literatura. Vou me odiar amanhã”, disse Gessinger.
Fischer leu as primeiras frases da obra...
Claudia Tajes falou sobre Soledad e “O Segredo dos seus Olhos” - http://www.ovale.com.br/cmlink/o-vale/viver/luis-fernando-verissimo-cinema-fica-soledad-villamil-1.26364
Humberto Gessinger finalizou com uma super canja e adorei “Surfando Karmas e DNA”:

Surfando Karmas & DNA

Engenheiros do Hawaii

quantas vezes eu estive cara à cara com a pior metade?
a lembrança no espelho, a esperança na outra margem
quantas vezes a gente sobrevive à hora da verdade?
na falta de algo melhor nunca me faltou coragem
se eu soubesse antes o que sei agora
erraria tudo exatamente igual
tenho vivido um dia por semana... acaba a grana, mês ainda tem
sem passado nem futuro, eu vivo um dia de cada vez
quantas vezes eu estive cara à cara com a pior metade?
quantas vezes a gente sobrevive à hora da verdade?
se eu soubesse antes o que sei agora
iria embora antes do final
surfando karmas e DNA
não quero ter o que eu não tenho
não tenho medo de errar
surfando karmas e DNA
não quero ser o que eu não sou
eu não sou maior que o mar
surfando karmas & DNA... ô ô ô...
na falta do que fazer, inventei minha liberdade
surfando karmas e DNA
não quero ter o que eu não tenho
não tenho medo de errar
surfando karmas e DNA
não quero ser o que eu não sou
eu não sou maior que o maaaaaaar... ô ô... ô ô ô....


E tudo isso ao lado do Fábio, do Jônatas, num lugar legal, muitas risadas ...
Podiamos combinar sempre, pelo menos um sarau por mês... para reunir os formandos.....!

 

Um comentário:

  1. Mel,

    Só tu pra me fazer publicar um comentário num blog... Há muito tempo que não faço isso.

    Grande noite, grandes cias. "Gente certa, gente aberta", como diz a Silvia Machete.

    ResponderExcluir

Faça parte da corrente, comente!