quinta-feira, 24 de setembro de 2009

Hoje eu aprendi...

...que não devemos admirar ninguém pelas lágrimas que presenciamos.
Não são as lágrimas de uma pessoa que a tornam verdadeira.
Eu me enganei, devo desculpas a mim mesma.
Mas pelo menos eu pude ver...a confiança às vezes não nos permite perceber quem o outro realmente é.
Sensação, admiração, confiança.. São sentimentos efemeros.
Eu baseio minhas relações na consistência que o respeito trás.
Eu não mantenho relacionamentos com pessoas vazias. Eu não gosto de futilidade. Meus amigos não são vazios, minha vida não se baseia na beleza, no corpo ou na aparencia.
É o espírito, a alma, a sensibilidade, a responsabilidade, a maturidade que revela a verdadeira beleza das pessoas.
Tenho pena de quem me olha e não enxerga o que realmente deveria ver... Ok, eu aceito, quero distância!

Um comentário:

  1. Melzinha, se essas pessoas se permitissem enxergar o teu conteúdo, nunca mais iriam aceitar ficar longe de ti. Tu brilha, anima, intensifica, constrói, torna tudo melhor porque tu é a melhor.

    Beijão

    ResponderExcluir

Faça parte da corrente, comente!