quarta-feira, 3 de junho de 2009

Mario Quintana

Hoje duas amigas me lembraram do Quintana... do genial Quintana e de como gosto de tudo que leio dele...
Uma amiga me contou de uma dedicatória de um livro que o Quintana escreveu agradecendo um quadro de bolso que havia ganhado de um amigo...
Em outras palavras dizia: Agradeço o segundo presente, já que o primeiro não pude aceitar (era um quadro para pendurar na parede), pois não tenho paredes, só tenho horizontes...
Achei linda essa frase!!!
Em seguida recebi por email a mensagem que exige de nós "transformação".....



A vida é o dever que nós trouxemos para fazer em casa.
Quando se vê, já são seis horas!
Quando se vê, já é sexta-feira...
Quando se vê, já terminou o ano...
Quando se vê, perdemos o amor da nossa vida.
Quando se vê, já passaram-se 50 anos!
Agora é tarde demais para ser reprovado.
Se me fosse dado, um dia, outra oportunidade, eu nem olhava o relógio.
Seguiria sempre em frente e iria jogando, pelo caminho, a casca dourada e inútil das horas.
Desta forma, eu digo: Não deixe de fazer algo que gosta devido à falta de tempo,
a única falta que terá, será desse tempo que infelizmente não voltará mais.


Mário Quintana

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça parte da corrente, comente!