domingo, 10 de maio de 2009

Para mudar é preciso dar o primeiro passo

Mudar nunca é fácil.... Mesmo se for mudança para melhor, gera desconforto. Afinal, estamos acostumados a estar onde estamos, a ser quem somos, conviver com a família, com os mesmos amigos, os mesmos colegas de trabalho.
Muitas vezes mudamos pequenos hábitos e acreditamos ter feito a mudança do ano.
Eu gosto de mudar de cabelo, sem pintar... Só no corte - eu adoro! A Lilian Cabral está ótima no Divã, tem uma cena que ela está tendo um caso com o Gianecchini e ela vai no salão no dia seguinte. Não tem outra frase: "Repica Reneé, repica!" e ela fica com um cabelo lindo, moderno, cheio de pontas. Eu sou assim, se to feliz ligo pro Adriano e corto o cabelo, se to triste corto o cabelo também!
Vendo Divã, me dei conta que to no caminho certo... Que sei valorizar as coisas certas, as pessoas certas, dou importância para o que deve ter realmente importância.
Quer saber o que é?

Tomar chimarrão
Dar risada com amigos
Praia
Bergamota no solzinho de inverno
Beijo na boca
Uma música boa pra dançar
Festa
Papo furado e cervejinha
Elogio de quem a gente não espera
Por favor, obrigada, com licença e de vez em quando Desculpa
Elogiar as pessoas
Criticar
Ensinar
Aprender sempre
Estudar muito
Viajar
Sentir o perfume de uma arvore que ainda não sei qual é, numa noite quente de verão.
Sorvete
Festa de criança
Desenho animado
Uma história mirabolante
Rir dos próprios micos
Aprender lições com todos que estão a nossa volta
Ouvir conselhos e saber selecionar os que realmente vão fazer bem
Consolar uma amiga
Ser consolada
Noite de lua cheia
Saber conviver com a diferença
Auto conhecimento
Petit Gateau
Chocolate
Ligar o rádio de manhã e tocar aquela música que eu adoro
Saber que Deus existe em cada milésimo de segundo da minha existência.
Muito mais coisa boa, massagem na mão, soneca depois do almoço, férias, café da manhã de hotel, fondue, cinema, feira de artesanato, Carnaval, Natal e Páscoa...
Pizza da vó, feijão com arroz e carne de panela da Dinda... ABRAÇO APERTADO...
Saudade, quando a gente vai lá e mata...

E por aí vai... Muitas sensações boas...

Acho que comecei o "elodacorrente" para não precisar de um divã....

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça parte da corrente, comente!