quarta-feira, 17 de setembro de 2008

Tempo

Houve um tempo em que eu tinha tempo.
Tempo de estudar, que não passava nunca.
O Natal era láááááááááá no final do ano.
E como demorava para nascer o Cristo!

Houve um tempo que eu brincava no mar.
Tempo de férias, que douraaaaaava a pele.
Uma delícia de tempo brincando na areia,
boiando na água, comendo picolé de uva.

Houve um tempo que eu dançava.
E as festas começavam cedo e terminavam cedo,
mas parecia que tanta coisa acontecia
Estávamos com certeza uma fenda do espaço sideral.

Houve um tempo que eu crescia.
E a cada estação mudavam os tênis.
Mudavam as calças.
Mudavam os biquinis.

Hojevivonumtempoquenãodátemponemdedarumtempo
pragente
R
E
S
P
I
R
A
R...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça parte da corrente, comente!