sábado, 30 de agosto de 2008

Festa - Música - Dança

A música alta, tomando conta de todo ambiente é como se uma onda do mar empurrasse de um lado para outro.
É como se as borbulhas daquela espuma branca do mar estivesse por toda parte, e todo mundo estivesse na praia, num dia quente de verão.

Está certo que na praia as pessoas que fumam não interferem tanto na minha saúde quanto aquelas que fumam num lugar fechado...

Mas não importa, uma boa batida, um bom par... e qualquer lugar é lugar, para dançar, sacudir e dar risada.

O importante é dançar mesmo como se ninguém estivesse olhando, mas não tanto... hehehehe...
Tudo tem um limite e geralmente é onde o seu cotovelo não pega na costela de ninguém.
Se tem espaço suficiente para todo mundo se esparramar, bom.. então é outra história, pode se esparramar mesmo!

Mas tem coisa melhor? Pular, cantar errado, "embromation", errar a letra, inventar coreografias, pagar vale... ah, ainda vão inventar algo mais divertido, mas por enquanto...

Imagina, é só ter um som e se deixar levar... Rebola pra cá, rebola pra lá, mexe os braços, alonga tudo!!!!

Festa é muito bom, é uma boa terapia... Dançoterapia! Eu pratico!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça parte da corrente, comente!